Home Saúde Tosse: dúvidas sobre a forma correta de usar os xaropes e remédios...

Tosse: dúvidas sobre a forma correta de usar os xaropes e remédios caseiros para tosse

807

Tosse: dúvidas sobre a forma correta de usar os xaropes e remédios caseiros para tosse, Tosse: dúvidas sobre a forma correta de usar os xaropes e remédios caseiros para tosseAssim como a dor de garganta, a tosse é um alerta de que os pulmões não estão bem, indicando problemas como gripe, asma, bronquite e até tuberculose. Quando a tosse começa a ficar persistente, atrapalhando o andamento da rotina, é comum recorrer aos xaropes na esperança de que o incômodo acabe.


Os xaropes para tosse aliviam apenas o sintoma, sem tratar a causa do problema. Por isso, antes de recorrer aos xaropes, é importante investigar a fundo o problema e, caso necessário, buscar tratamentos mais efetivos.

Beber bastante água, por exemplo, ajuda a hidratar a garganta e os pulmões, diluindo o muco e diminuindo o catarro, excluindo a necessidade do xarope. Caso a tosse seja persistente, que dura por mais de três semanas, procurar um médico para que ele receite o melhor tratamento.

Veja no final da matéria:  Remédios caseiros para tosse

Esses xaropes são indicados apenas para a tosse?
Os xaropes específicos para a tosse, que contêm substâncias chamadas de antitussígenos, são indicados apenas para a tosse. É importante frisar que esse medicamento é apenas um coadjuvante no tratamento da doença que está causando a tosse. Quando a doença é tratada como um todo, e não só a tosse especificamente, outros sintomas como a dor de garganta também desaparecem. A melhor forma de curar inflamações e irritações na garganta é com hidratação, que não possui efeitos colaterais.

Os xaropes podem ser usados para qualquer tipo de tosse?
Existem diferentes tipos de xarope que funcionam para diferentes tipos de tosse. Há aqueles com substâncias que diluem o muco, os broncodilatadores ou então que agem diretamente no sistema nervoso central, inibindo a tosse. No entanto, é importante lembrar que os xaropes são apenas um coadjuvante no tratamento, sendo muito mais indicada a hidratação constante e investigação das reais causas do problema. Os xaropes são mais indicados para a tosse irritativa, que é seca e constante, chegando a atrapalhar a rotina, ou para tosses muito carregadas e com muco.

Eles podem ser tomados sem orientação médica?
Todo o medicamento deve ser ministrado com supervisão médica, mesmo que não seja necessária a receita. Muitas vezes, há várias substâncias num mesmo xarope, combinando analgésicos, descongestionantes e antitussígenos, e isso pode elevar o risco de complicações ou mesmo processos alérgicos. Outro risco comum é a pessoa se automedicar com um xarope que não é indicado para o seu tipo de tosse e com isso retardar o tratamento adequado para a doença causadora do problema, muitas vezes até agravando o quadro clínico.

Posso tomar xarope só quando o sintoma aparece? Antes de fazer uso do xarope para tosse, o ideal é procurar tratar o problema de forma natural. Ao menor sinal de gripe ou outras doenças que levem à tosse, é importante se  hidratar tomando bastante líquido, manter uma alimentação saudável e fazer lavagens nasais com soro fisiológico diariamente. Manter o ar sempre úmido e ficar em repouso. Se os sintomas persistirem, procurar avaliação médica.

Entre os riscos de tomar xaropes em excesso estão: Entre os principais efeitos colaterais do uso excessivo de xaropes estão boca seca, taquicardia e insônia. Além disso, usar apenas o xarope para uma tosse persistente pode tratar apenas esse sintoma e mascarar uma doença mais grave. Muitas doenças podem iniciar como se fosse um simples resfriado e o tratamento do sintoma adiar o correto diagnóstico.

Quando uma tosse é considerada anormal?
Caso a tosse seja apenas um sintoma de gripe ou uma inflamação, a tendência é que ela dure entre duas e três semanas, como um processo normal de recuperação do organismo. Em casos de complicações que geram muito catarro ou tosse em decorrência de crises alérgicas, pode ser que a tosse persista mesmo depois que o quadro tenha estabilizado, justamente como um reflexo do tratamento, no entanto, é importante que mesmo nessas situações ela não dure mais do que três semanas. Outro ponto é a tosse com sintomas associados, como tosse com sangue, vômitos, falta de ar, catarro com cores anormais (que não seja transparente, amarelado ou esverdeado) e catarro com odores. Nesses casos, é preciso procurar um médico antes desse período de três semanas, pois esses sinais podem indicar doenças mais graves, como pneumonia ou tuberculose.

Posso tomar o xarope antes dos sintomas aparecerem?
Os xaropes só devem ser usados para o tratamento de um sintoma já instalado, e nunca para prevenção. No outono e inverno, o melhor a fazer é tomar a vacina da gripe, evitar o choque térmico, tomar muito líquido, manter uma dieta saudável e praticar atividade física regular.

Entre as contraindicações estão:
As contraindicações para o uso de xaropes são principalmente alergia ou hipersensibilidade aos seus componentes. Algumas fórmulas podem não ser indicadas para crianças, idosos, hipertensos, e portadores de glaucoma. Por isso, é importante consultar um médico antes de fazer uso da medicação.

Xaropes caseiros são eficazes para a tosse?
As receitas caseiras a base de própolis, mel, gengibre e outros produtos naturais com ação anti-inflamatória ajudam a aliviar a dor de garganta, ação que pode deixar a garganta menos irritada, inibindo a tosse. No caso de balas de gengibre ou outros componentes, manter a bala na boca pode estimular a salivação, hidratando as mucosas e aliviando tanto a tosse quanto a dor de garganta. Mas ainda assim a tosse que dura mais de três semanas deve ser investigada, tendo os sintomas se aliviado ou não com os xaropes ou receitas caseiras.

Unguentos podem ser aliados do xarope no tratamento da tosse?
Pomadas vaporizantes e expectorantes são comumente usadas parar tratar a tosse. As substâncias presentes nesses unguentos podem ser extremamente irritantes para a pele e os pulmões, causando aumento da secreção de muco. Caso a pessoa esteja com uma tosse seca, pode ser que ela apenas migre para uma tosse com catarro, e para as tosses que já tinham catarro, a irritação pode aumentar esse muco, aumentando também a secreção na tosse, causando a impressão de que o processo está sendo acelerado. No entanto, o melhor tratamento para tosse continua sendo a hidratação constante e o repouso, além de procurar um médico para investigar os sintomas e causas da tosse.

Remédios caseiros para tosse
Uma boa opção para o tratamento da tosse é usar receitas caseiras como chás e xaropes naturais. No entanto é aconselhado beber bastante água em temperatura ambiente várias vezes ao dia para acalmar a garganta e aliviar a tosse. Evitar ficar no vento e com os pés descalços também são recomendações que devem ser seguidas durante o tratamento para tosse.

No entanto, os remédios caseiros não substituem os remédios indicados pelo médico embora sejam úteis para complementar o seu tratamento. Em caso de sintomas persistentes, procurar um médico. Doenças não tratadas corretamente podem evoluir e piorar o quadro do paciente.


Chá de gengibre limão e mel
Esta infusão, bastante reconfortante vai ajudar a combater a gripe e constipações.

Ingredientes
2 xícaras de água
Um pedaço de gengibre fresco (mais ou menos 6 cm)
1 limão inteiro (espremer e reservar o suco)
Mel

Modo de preparo
Corte algumas fatias finas de gengibre e junte à água, quando esta começar a ferver, tape e baixe o fogo. Deixe ferver lentamente durante 10-15 minutos. Depois desse tempo, desligue o fogo, adicione o limão espremido, o mel e tome.

Chá de limão com mel
Ingredientes:
1 limão lavado;
2 colheres de sopa de mel;
400 ml de água fervente.

Modo de preparo:
Corte o limão em 4 partes, tire o sumo de um limão e misture no mel. Leve essa mistura ao fogo, em seguida, adicione água e outras partes do limão. Deixe ferver por 10 minutos. Retire as partes do limão e esprema o restante do sumo. Ferva por mais 2 minutos, adicione numa xícara, tampe e deixe descansar por alguns minutos. Sirva com mel.

Chá de limão com mel e alho
Ingredientes:
1 limão;
2 dentes de alho;
2 copos de água;
2 colheres de mel.

Modo de preparo:
Coloque a água em uma panela pequena, e leve ao fogo. Pique os dentes de alho e corte o limão em quatro partes. Quando a água ferver adicione o suco de limão e alho e deixe por mais 5 minutos. Adoce com mel, tampe e deixe descansar por 5 minutos. Coe o alho e retire os pedaços de limão. Consuma ainda quente.

Tosse com catarro
Chá de canela com mel e limão (só deve ser tomada no mesmo dia, não guardar o chá)
Ingredientes
1 pau de canela
3 cravos-da-índia
1 rodela de limão
1/2 litro de água

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes em uma panela pequena e deixe ferver por 5 minutos. Espere esfriar, coe, adoce com 1 colher de sopa de mel e beba 2 xícaras deste chá por dia.
A canela e o cravo-da-índia são bactericidas e ajudam a eliminar os micro-organismos causadores da tosse. Já o limão e o mel contêm propriedades expectorantes que ainda ajudam a fortalecer o sistema imune devido ao seu alto teor de vitamina C.
Este remédio caseiro só é contraindicado para bebês com menos de 1 ano de idade, pois estes ainda não podem consumir o mel. Neste caso, pode-se recorrer à mesma receita, mas sem acrescentar o mel.

Xarope de cebola e alho
O remédio caseiro para tosse com catarro com cebola e alho tem propriedades expectorantes e anti- sépticas, que além de ajudarem a soltar o catarro, fortalecem o sistema imune e reduzem a inflamação do pulmão, evitando a produção de mais catarro.

Ingredientes
3 cebolas médias raladas
3 dentes de alho amassados
Suco de 3 limões
1 pitada de sal
2 colheres de mel

Modo de preparo
Numa panela colocar as cebolas, o alho, o suco de limão e o sal. Levar para aquecer em fogo baixo e juntar com o mel. Coar e tomar 3 colheres do xarope 4 vezes ao dia.

Tosse infantil-  A inalação de vapor é considerado o melhor para o alívio da tosse seca. O calor e a umidade afinam o muco que é expelido mais facilmente. Beber muita água durante todo o dia permite afinar o muco e aliviar a tosse.

Mel
Não é recomendado dar mel para crianças menores de 2 anos para tratar os sintomas da tosse.Pode causar uma reação alérgica ou o botulismo infantil devido à presença de pólen e bactérias como Clostridium botulinum.

Colher de mel com gotinhas de limão (para crianças maiores de 2 anos): meia colher (de café) de mel misturada a duas gotinhas de limão, pela manhã e à noite)

Vick na sola do pé e meia quente por cima: passar um pouco de Vick na sola do pé e depois colocar uma meia quentinha por cima faz a tosse cessar em minutos. Atenção: checar com o pediatra qual a idade mínima para aplicar Vick sobre a pele do bebê)

>>  As receitas que contam no site não devem ser utilizadas como única fonte de tratamento da tosse. É fundamental procurar um médico para saber qual a melhor opção de tratamento. Os chás e xaropes naturais são reconhecidamente grandes aliados da saúde. Manter uma alimentação saudável, rica em vitaminas e proteínas, ingerir cereais e vitamina C como suco de laranja, acerola, limão, ajuda a melhorar a imunidade.