Home + Notícias Abril Azul 2021 em Campinas – Campanha conscientiza sociedade sobre o autismo

Abril Azul 2021 em Campinas – Campanha conscientiza sociedade sobre o autismo

113

Foi aberta em Campinas no dia 1º de abril, a campanha “Abril Azul: – Preconceito + Informação” com iluminação azul no Paço Municipal e na Torre do Castelo. Durante todo este mês, a Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH) vai incentivar o uso da cor azul para marcar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril.

Devido às medidas restritivas adotadas pelo município para conter a disseminação do coronavírus, a mobilização será virtual. Para isso, foram preparados materiais visuais que podem ser usados nas mídias sociais.

“Vamos sugerir que as pessoas usem máscaras de proteção contra a Covid-19 na cor azul. Também disponibilizamos para os usuários do Facebook o tema Abril Azul, assim, quem se interessar poderá incluir o tema na foto do perfil. Para os servidores, preparamos uma assinatura para o e-mail institucional, também vamos fazer uma live com as famílias de autistas para falarmos sobre este período de isolamento social”, detalhou a secretária Vandecleya Moro.

Com essas ações, a Secretaria pretende mobilizar o maior número possível de pessoas no intuito de sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O autismo é um distúrbio que afeta o sistema nervoso e prejudica a capacidade de comunicação e interação social pela presença de padrões restritos de comportamento. Embora algumas pessoas com autismo possam viver de forma independente, outras têm graves incapacidades e necessitam de cuidados e apoio ao longo da vida.

Atendimento

A SMASDH conta com um Centro de Referência para Pessoas com Deficiência (CRPD) que atua no atendimento e orientação de direitos para pessoas com deficiência (PcD) e seus familiares. O CRPD realiza, em média, 2.900 atendimentos por ano, sendo que parte desse público é encaminhada para a rede de serviços públicos em seus territórios, onde o Centro de Referência continua no suporte aos serviços e aos munícipes.

“Nossa dupla psicossocial (psiocólogo e assistente social) faz o atendimento na sede do Centro de Referência, realiza visitas domiciliares, discute e avalia os casos, inclusive em rede, para os encaminhamentos necessários. Há ainda a Central de Libras para auxiliar a comunicação entre surdos e ouvintes”, explicou o diretor do Departamento de Gestão das Políticas para Pessoas com Deficiência, Paulo Guimarães.

O CRPD também emite o cartão Bem Acessível, que facilita o acesso da pessoa com deficiência aos serviços públicos municipais. Válido para todo tipo de deficiência, inclusive autismo, o cartão dispensa a exigência do laudo médico e outros documentos.

O cartão também simplifica o acesso a benefícios como inscrição para gratuidade no transporte público; matrícula na rede pública de ensino, que oferece prioridade de vaga a crianças com deficiência; marcação de consulta na rede de saúde; pagamento de meia entrada nos cinemas e outros.

  • Para solicitar o cartão basta mandar um e-mail para o Centro de Referência, [email protected]