Home + Notícias da Página Principal Campinas foi escolhida pelo iFood para novos testes de entregas por drones

Campinas foi escolhida pelo iFood para novos testes de entregas por drones

393
Campinas foi escolhida pelo iFood para novos testes de entregas por drones
Ainda não existe uma data para o início dessas operações em Campinas

Após realizar uma série de testes em 2019 usando um drone para entrega de delivery, o iFood informou que irá retomar os testes na cidade de Campinas a partir de outubro, se aprovado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a novidade irá colocar Campinas como pioneira neste tipo de serviço no Brasil. Ainda não existe uma data para o início dessas operações, a previsão é que os primeiros voos experimentais sejam realizados nos próximos meses.

Segundo a empresa o prazo poderá ser alterado novamente somente se houver imprevistos em função da pandemia do novo coronavírus no país. Os novos testes terão como objetivo reduzir o tempo para que uma refeição seja entregue por um restaurante de um determinado shopping até o “centro de distribuição” onde estão entregadores para levar os produtos aos clientes.


De acordo com o iFood, hoje um motoboy precisa entrar no shopping, estacionar, retirar a refeição e voltar em um tempo estimado de 12 minutos, o que é muito corrido. No novo teste, uma pessoa deverá coletar as refeições no restaurante e levar até um drone. A comida sai desse ponto, mais próximo da área de alimentação, e vai até os entregadores. Isso será realizado em dois minutos e meio, levando mais de um pedido por voo, obedecendo o peso de até dois quilos.

Já em um segundo teste, o objetivo será levar entregas da área do shopping até um condomínio residencial na mesma região. Segundo o iFood a empresa já têm aval do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). Se tudo correr como o esperado, o próximo prazo da empresa será cruzar a Rodovia D. Pedro, a expectativa do iFood é fazer os casos mais distantes se tornarem realidade.

Equipamento
O drone a ser utilizado nas entregas é de fabricação nacional, o equipamento tem seis motores, 1,4 m de diâmetro, dois aparelhos de GPS, funciona com tecnologia 4G e tem até paraquedas para situações de emergência. O drone será capaz de transportar até 2 kg de produtos por viagem, em velocidade de 32 km/h, e a caixa de transporte possui monitoramento da temperatura.