Home + Notícias da Página Principal Vacinação contra gripe 2020 continua e supera cobertura de idosos em Campinas;...

Vacinação contra gripe 2020 continua e supera cobertura de idosos em Campinas; confira locais e horários

514

A Campanha Contra a Influenza 2020 em Campinas prossegue e a segunda etapa que começou dia 16 de abril, vai até 8 de maio para pessoas com doenças crônicas, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade, caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo.

A 22ª edição da campanha de vacinação contra a gripe em Campinas já vacinou um total de 216.086 pessoas até o dia 23 de abril. A cobertura vacinal de idosos superou a marca esperada e os profissionais de saúde também estão quase todos vacinados, atingindo a meta do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A vacinação continua nos 66 Centros de Saúde da rede municipal.

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, já foram vacinados em Campinas, desde o início da campanha deste ano até 23 de abril, 146.663 idosos. Esse número representa 100,2% do público inicial estimado nesta faixa etária na cidade, 146.368 pessoas.

>> Profissionais que trabalham na área da saúde também estão quase todos imunizados em Campinas, com 99,8% da cobertura vacinal esperada, ou seja, 41.010 doses aplicadas até 23 de abril. A meta do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 90% dos grupos prioritários alvo da campanha.

O sucesso da cobertura vacinal é comemorado pela coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Ana Cecília Zuiani Zocolotti, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa). Para ela, com os idosos imunizados e protegidos contra os principais vírus da gripe, há uma diminuição de infecções, de casos de precisam de internações e, em tempos de pandemia de coronavírus, reduz a possibilidade de apresentarem ao mesmo tempo as doenças.

Sem aglomerações

Ana Cecília Zuiani Zocolotti informa que o atendimento continua sendo realizado normalmente nos Centros de Saúde e que há vacina disponível, sem necessidade de aglomerações nos locais de vacinação.

A coordenadora de Imunização pede que as pessoas se programem para procurar os postos de vacina próximos de suas residências, se informando sobre onde está sendo feita aplicação.

Pessoas que estavam na fase inicial da campanha ainda podem se vacinar. Basta procurar a rede municipal de saúde.

Para saber os locais e os horários de vacinação em Campinas, acesse:

www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/campanha_influenza_2020 

** No site da Secretaria de Saúde de Campinas, os endereços estão na aba UNIDADES DE SAÚDE no canto esquerdo da tela, basta escolher a opção desejada.

 

Redução de riscos

É importante que a população entenda que a vacina contra a gripe não protege contra a Covid-19, doença para a qual ainda não há vacina.

A vacina da campanha protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B.

Mas, ao se imunizar contra os vírus Influenza, a quantidade de pessoas gripadas no inverno é reduzida, evitando sobreposição de doenças e reduzindo casos de internação por complicações respiratórias. Além disso, a pessoa estando vacinada contra as gripes mais comuns colabora com diagnóstico mais rápido de casos de coronavírus na população.

Comprovantes

Nesta segunda fase da Campanha de Vacinação contra Influenza 2020, as pessoas com doenças crônicas e situação clínica especial devem apresentar uma comprovação de sua condição, segundo determinação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. São aceitos como comprovante: prescrição médica; receita de medicamento; anotação em prontuário das unidades de saúde; cadastro em programas de controle de doenças crônicas; comprovante de vacinação para influenza ou a caderneta de vacinação com registro da vacina de influenza em anos anteriores.

Nova fase de vacinação

A próxima etapa de vacinação começará no dia 9 de maio, quando passam a ser vacinados os demais públicos-alvo da campanha: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres pós-parto), professores, pessoas com deficiência e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Veja mais notícias da região de Campinas