Home + Notícias da Página Principal Campinas entra em quarentena para conter coronavírus; Veja o que pode funcionar

Campinas entra em quarentena para conter coronavírus; Veja o que pode funcionar

706
Campinas entra em quarentena para conter coronavírus; Veja o que pode funcionar
Rua 13 de maio no centro de Campinas na manhã desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (23-mar), Campinas entrará em quarentena em uma ação da prefeitura para reduzir a disseminação do coronavírus em toda a cidade. A previsão de término da quarentena foi fixada em 12 de abril, mas a data poderá ser prorrogada. A decisão foi anunciada pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette, no sábado (21).

O principal objetivo da medida é evitar a circulação desnecessária de pessoas, Jonas reiterou o pedido para que quem puder evitar sair às ruas, fique em casa. Trânsito de pessoas somente em casos de extrema necessidade. Apenas setores essenciais do comércio poderão funcionar, como lojas de gêneros alimentícios, farmácias e produtos de limpeza.

Os principais acessos rodoviários à cidade também serão controlados pela Guarda Municipal de Campinas que irão orientar a população para que evite deslocamentos desnecessários.

O prefeito também atualizou o número de pessoas infectadas pelo Covid-19 em Campinas. Agora são nove casos confirmados com a doença. Dessas nove pessoas, sete estão em isolamento domiciliar e passam bem. Apenas duas estão internadas em leitos normais e sem necessidade de ajuda de aparelhos para respirar.

Campinas possui 253 casos em investigação, aguardando confirmação de exames. Já são 39 casos testados e descartados. O secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, também participou e alertou que muitos suspeitos estão testando positivo para gripes como H1N1.

Veja o que pode funcionar

– Serviços médicos e hospitalares
– Farmácias
– Supermercados, atacadistas e comércios em geral que vendam alimentos e produtos de limpeza
– Transporte de passageiros por táxi ou aplicativos
– Restaurantes e padarias (máximo de 30% da capacidade e priorizar serviços de entrega)
– Serviços bancários e casas lotéricas
– Atividades de segurança privada
– Fábricas e indústrias (capacidade máxima de 30% em seus restaurantes)

Todas as atividades autorizadas a funcionar durante a quarentena deverão respeitar estritamente as regras de vigilância sanitária.