Home Destaques Pedágios do estado de SP são obrigados a retirar cancelas da cobrança...

Pedágios do estado de SP são obrigados a retirar cancelas da cobrança automática

1153
cancela-sem-parar-pedagio
Técnica retira a barra de controle do sistema Sem Parar em pedágio na região de Campinas

A partir desta semana, todas as concessionárias de rodovias serão obrigadas por meio um projeto de lei aprovado pela Câmara dos Deputados de São Paulo a retirar as cancelas dos guichês de pedágio que têm sistemas de pagamento eletrônico da tarifa, como Sem Parar e ConectCar. A medida entrou em vigor na terça-feira (19-jun) em todo o Estado de São Paulo.



A medida (que não vale para as rodovias federais no Estado, como a Dutra e a Fernão Dias) serviria para evitar acidentes caso as cancelas tivessem alguma falha mecânica e não se levantassem quando um veículo passasse.

Durante a aproximação no sistema eletrônico, o veículo deveria reduzir a velocidade para 40 km/h e, ao identificar as etiquetas eletrônicas nos painéis, as cancelas deveriam se levantar automaticamente. Um levantamento apontou que em 2017 foram 422 acidentes nas cancelas do Sem Parar.

As concessionárias que irão questionar a medida na justiça, afirmaram já estar ajustadas à regra. A Ecovias e a CCR, que respondem pelas Rodovias Anchieta Imigrantes, Anhanguera, Bandeirantes, Castelo Branco, Raposo Tavares e o Trecho Oeste do Rodoanel, informaram que já retiraram as cancelas.

Fuga da cobrança
Segundo a Artesp, de janeiro a maio de 2017 houve registro de 1.197.415 evasões (fugas) nas rodovias paulistas. Em 2018, também de janeiro a maio, houve 627.897, o que representa uma queda de 47%. A multa por evadir o pedágio é de R$ 195,23 e resulta em 5 pontos na carteira de habilitação.



Dicas de segurança na passagem pelas cabines automáticas sem cancelas
As pistas são exclusivas para veículos com tag ativo, sendo assim, é necessário manter o dispositivo (tag) instalado de forma correta e ter saldo junto à operadora do serviço. Nas aproximações das praças de pedágio, os usuários deverão atentar para a redução gradativa da velocidade regulamentada (40 km/h), bem como, estabelecer a distância segura dos demais veículos.
Ver mais noticias de Campinas e região