Home Notícias da Região Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem...

Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova data

676

Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova data, Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova data

Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova data, Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova dataOs valores das refeições vendidas nos restaurantes universitários da Unicamp (bandejão) serão rediscutidos em novembro, segundo o reitor, Marcelo Knobel. Em meio a protestos, a proposta que estabelecia alta de 100% no preço cobrado da maioria dos estudantes foi retirada da pauta pelo Conselho Universitário (Consu) após votação acirrada: 31 favoráveis, ante 28 contrários.

De acordo com a Unicamp, a nova reunião será em 28 de novembro. A proposta retirada da pauta estabelecia que os alunos não carentes, que pagam R$ 2,00 deveriam desembolsar R$ 4,00 enquanto seriam mantidas as isenções para 10% dos alunos atendidos nos programas de permanência da universidade. Já os funcionários que recebem salários superiores a R$ 5 mil, por outro lado, teriam de arcar com variação de R$ 7,00 para R$ 10,00.

Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova data, Votação para proposta de aumento no preço do bandejão da Unicamp tem nova dataEm relação ao café da manhã, o plano previa aumento de R$ 1,00 para R$ 2,00 informou a Unicamp. O reitor Marcelo Knobel ponderou, entretanto, que uma alternativa é permitir que mais alunos sejam inseridos na faixa de isenções. “A ideia que já surgiu na discussão é uma ideia de favorecer mais estudantes que realmente precisam, ou seja, aumentar número de bolsas [500] para que os estudantes não precisem pagar nada, e fazer um aumento que será negociado, discutido“, ressaltou o reitor.

A coordenação do Diretório Central dos Estudantes (DCE) na Unicamp, comemorou a retirada da proposta. O DCE considerou que houve uma vitória dos estudantes e funcionários que chegaram a ser surpreendidos com a reunião desta terça-feira.

Para a diretora do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU), Margarida Barbosa, o resultado ficou abaixo do que os servidores esperavam, mas também avaliou como positiva a decisão do Consu em adiar a votação sobre aumento nas refeições dos restaurantes universitários.