Home Notícias da Região Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer

Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer

1962

Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer, Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer

Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer, Provas de concurso público de Vinhedo tem nova data para acontecer

O Ministério Público de São Paulo fez uma recomendação oficial para que a prefeitura de Vinhedo alterasse a data do concurso público que iria contratar 76 profissionais com salários R$1.288,00 a R$ 4.076,00. As provas que deveriam ter ocorrido no dia 03 foram marcadas para o dia 17 de abril (domingo).

A decisão foi tomada após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público. Os locais e horários das provas serão divulgados nesta semana no site do Instituto de Gestão de Cidades (Igecs), responsável pela aplicação do concurso.

De acordo com o MP, a Prefeitura de Vinhedo teria efetuado a contratação do Igecs para que realizasse o concurso para diversos cargos públicos municipais sem fazer um processo licitatório. Ainda segundo o órgão, o instituto escolhido é presidido pelo sócio de uma outra empresa que também realiza concursos que, inclusive é registrada no mesmo endereço do Igecs.

A Prefeitura de Vinhedo disse que quanto à legalidade da contratação do instituto sem licitação, seguindo recomendação do MP, suspendeu a realização das provas e tomou as medidas legais para mostrar a transparência no processo de contratação dentro das normas legais e das recomendações do Tribunal de Contas.

A administração disse também que o Igecs prestou informações e apresentou documentos que indicam a regularidade no exercício de sua atividade. O Executivo afirmou ainda que para garantir a transparência do concurso, a empresa se comprometeu no TAC a adotar uma série de medidas antes, durante e após a aplicação das provas.

No caso de descumprimento das medidas, a empresa estaria sujeita a uma multa de R$ 500 mil.

Mais informações pelo telefone  (19) 3875-0495 (Atendimento em horário comercial)

ou pelo site www.igecs.org.br