Home Destaques Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de...

Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos

1895
Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos, Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos
Prefeito de Campinas Jonas Donizette fala sobre a importância dO Centro de Diagnóstico para a população

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, lançou no dia 29 de fevereiro a pedra fundamental do Centro de Diagnóstico do Hospital de Câncer de Barretos.

A unidade funcionará em um terreno de 11,4 mil metros quadrados, cedido pela Prefeitura de Campinas, na Avenida das Amoreiras, em frente à marginal do Piçarrão. O Hospital será construído com recursos de um processo trabalhista (Acordo Shell/Basf) e vai contar com o conhecimento e estrutura dos profissionais do Hospital do Câncer de Barretos, referência no país no tratamento da doença. O investimento no projeto é de R$ 30 milhões.

O prefeito Jonas Donizette ressaltou a importância da construção para a cidade que vem fortalecer o sistema de saúde de Campinas, terá atendimento gratuito à todos e beneficia principalmente a população carente “ é muito bom ver obstáculos vencidos e saber que muitas vidas poderão ser salvas com esse novo Centro de Diagnóstico, estou muito feliz e Campinas recebe de braços abertos o Hospital e a causa, que já tem um importante Centro de tratamento e prevenção do Câncer Infantil que nó temos muito orgulho, o Centro Boldrini”, concluiu Jonas.

 

Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos, Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos
Presidente do Hospital do Câncer de Barretos-Henrique Prata fala sobre a importância do novo Centro em Campinas- Foto: Hélcio Bueno -TRT 15ª Região

O presidente Hospital do Câncer de Barretos- Henrique Prata, que afirmou estar muito feliz com mais esse benefício à população, e disse que “o melhor que o Hospital do Câncer de barretos tem é a oferta de qualidade na prevenção da doença, conquistada por 50 anos de experiência, muito trabalho e dedicação“.

 

A unidade contará com laboratório, área de procedimentos e administração. Depois do diagnóstico, os pacientes serão encaminhados para a rede pública da cidade (hospitais Celso Pierro, de Clínicas da Unicamp, Celso Pierro (PUC), Mário Gatti e Ouro Verde, além da Policlínica e do Centro Boldrini).

 

 

Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos, Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos
Projeto da unidade do Hospital de Câncer de Barretos em Campinas (Foto: Hospital de Câncer de Barretos)

O Centro de Diagnóstico de Câncer terá cinco carretas que farão busca ativa da doença e educação da população. Serão realizados exames para diagnósticos de quatro tipos de câncer: pulmão, cólon, mama e pele. O Hospital deve ficar pronto em um ano, o início do funcionamento das carretas também. O Instituto de Prevenção terá capacidade para atender cerca de 300 mulheres ao dia.

Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos, Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos
Lançamento da pedra fundamental da unidade do Hospital do Câncer de Barretos em Campinas

O diagnóstico precoce de câncer garante uma qualidade de vida melhor ao paciente e aumenta as chances de cura, hoje estimadas em 90% para câncer de mama, 95% para colo do útero e 100% de cura em casos de câncer de pele.”Um Centro de Diagnóstico como esse representa uma marco para a cidade e grande avanço na luta contra a doença”, disse o Secretário de Saúde de Campinas Carmino Antonio de Souza.

 

Ex-prefeito de Campinas Magalhães Teixeira

O vice-prefeito de Campinas Henrique Magalhães Teixeira, filho de Magalhães, fez um discurso emocionado em homenagem ao pai. ‘Quem ama não morre’. Com estas palavras meu pai começou a se despedir da população de Campinas, em 1996. Passados 20 anos, posso dizer que a recíproca é verdadeira. ‘Quem é amado também não morre’, disse Henrique na data marcante- 20 anos de falecimento de seu pai, o ex-prefeito de Campinas José Roberto Magalhães Teixeira, que morreu de câncer aos 58 anos durante seu segundo mandato na Prefeitura (mandatos de 1983 a 1988 e de 1993 a 1996) , em 29 de fevereiro de 1996.
O presidente do TRT Lourival Ferreira dos Santos, que afirmou que “além de ações, o TRT e o Ministério Público também fazem destinações para hospitais e instituições que tragam contribuição para o ser humano”. Compareceram também o Secretário de Comunicação de Campinas Luiz Guilherme Fabrini , o  procurador Ronaldo Lira do Ministério Público do Trabalho de Campinas, vereadores como Campos Filho, Gilberto Vermelho, o presidente da Câmara Municipal Rafa Zimbaldi,  e autoridades locais.

 

Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos, Prefeito de Campinas anuncia início da construção do Centro de Diagnóstico de Câncer do Hospital de Barretos
Terreno onde será construído o Centro de Diagnóstico do Câncer de Campinas

Verba de recursos de um processo trabalhista
A decisão da Justiça de destinar o dinheiro para o Hospital de Câncer de Barretos executar os planos em Campinas e na cidade-sede é resultado de um processo contra a antiga fábrica da Shell que produzia pesticidas em Paulínia. A ação coletiva, de autoria do MPT, começou em 2007 e pediu indenizações a trabalhadores contaminados pela fábrica entre 1974 e 2002. Acordo foi firmado em 2013.

 

Câncer em Campinas
Em 2014, 1.418 pessoas morreram de câncer em Campinas. Do total, 763 homens e 655 mulheres. Nas pessoas do sexo masculino, o câncer de pulmão (seguido pelo de próstata) é o tipo que mais leva à morte.Nas mulheres, o câncer de mama (seguido pelo de colo do útero) é a principal causa de morte.

A estimativa da Secretaria de Saúde, com base nos dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), é que Campinas tenha pelo menos 5 mil novos casos de câncer por ano.