Home Notícias da Região Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantil

Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantil

856

Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantil, Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantil

Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantil, Estudantes da Unicamp realizam protesto contra nova carteirinha estudantilDezenas de estudantes da Unicamp Campinas realizaram um protesto contra a nova carteirinha estudantil na tarde de terça-feira (01-mar). Os alunos da universidade pularam a catraca do Restaurante do Campus e não passaram o cartão para pagar os R$ 2,00 cobrados pelo almoço.

O movimento foi uma reação à inserção do logotipo do banco Santander/Mastercard no cartão, considerada pelos alunos uma forma de coação para a abertura de conta na instituição financeira, uma vez que o novo RA (Registo de Aluno) também pode ser usado como cartão de débito. Além de identificar o aluno, o documento dá acesso a serviços oferecidos pela universidade, como bibliotecas e restaurantes universitários.

De acordo com o DCE (Diretório Central dos Estudantes), na confirmação da matrícula, os alunos já receberam o cartão com o logotipo do banco. Não houve nenhum tipo de consulta à comunidade acadêmica, de acordo com o DCE mudanças assim só devem ser implementadas após debates amplos entre alunos.

Segundo o DCE, a atitude da universidade de liberar o RA com o logotipo do banco facilitou o assédio e a coação dos funcionários da instituição bancária em relação aos alunos.

Em nota, a Unicamp explicou que o estudante é livre para decidir se quer ou não abrir a conta no banco. “A função financeira do cartão só pode ser acionada por demanda pessoal do interessado, mediante solicitação que envolve tramitação interna na universidade e na instituição bancária”, disse a universidade.

Segundo a universidade, o cartão universitário é um dos itens previstos no convênio renovado a cada quatro anos entre a universidade e o Santander Universidades com o objetivo de viabilizar projetos acadêmicos e culturais. A última renovação ocorreu em 2014.