Home Artigos Delivery se consolida como opção para comer pratos diferentes; Vendas por aplicativos...

Delivery se consolida como opção para comer pratos diferentes; Vendas por aplicativos cresceram quase 150% em 2020

194

Delivery se consolida como opção para comer pratos diferentes; Vendas por aplicativos cresceram quase 150% em 2020Enquanto a pandemia avançava pelo país, os brasileiros começaram a sentir falta de algo que faziam com frequência: ir a restaurantes. Felizmente, muitos conseguiram mudar o hábito pelo pedido delivery, o que também foi positivo para os estabelecimentos.
…….
De acordo com dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP), somente na capital paulista 12 mil restaurantes fecharam as portas desde março de 2020. Como a cidade teve fases de restrição total, os empreendedores tiveram que lidar com as despesas sem ver o faturamento crescer na mesma proporção.
…….
Por outro lado, os aplicativos de delivery registraram um aumento no cadastro de restaurantes. Dessa forma, o público também ganhou mais alternativas para quando não quer cozinhar, deseja celebrar algum momento sem sair de casa ou, simplesmente, quer apreciar algo especial, como o prato favorito ou um sabor diferente.
…….
Gastos com delivery crescem 149%
Quando não era possível ir aos restaurantes, o brasileiro logo se adaptou e passou a pedir comida para entregar em casa. Segundo levantamento da fintech Mobilis, de janeiro a dezembro de 2020 os aplicativos iFood, Uber Eats e Rappi registraram um aumento de 149% nas vendas. Só no último mês do ano passado houve um crescimento de 187%.
…….
O valor das compras também aumentou. No iFood, por exemplo, em janeiro os gastos foram de R$ 50,51, enquanto setembro (mês com maior ticket) o valor médio foi de R$ 103,96.
…….
Além de os estabelecimentos terem aumentado a oferta de produtos, uma explicação para a diferença foi a economia que os consumidores fizeram ao deixar de sair. Ao pedir em casa, as pessoas não gastam com transporte, estacionamento, taxa de serviço, etc. Dessa forma, elas podem investir em pratos mais caros, pois estão gastando menos em outras situações.
…….
Delivery se consolida como opção para comer pratos diferentes; Vendas por aplicativos cresceram quase 150% em 2020
Restaurantes pequenos e grandes apostam no delivery
Se, por um lado, o delivery ajudou os pequenos e médios restaurantes a sobreviverem em um momento tão difícil, por outro, ele serviu para os grandes manterem os clientes. O McDonald’s, por exemplo, viu as operações caírem mais de 20% em 2020, mas nem por isso demitiu os funcionários. Aliás, a rede se orgulha de dizer que não precisou cortar qualquer pessoa da equipe.
…….
No entanto, para enfrentar esses desafios, a rede de hambúrgueres se apoiou em três Ds: drive-thru, delivery e digital.
…….
Os drive-thru da rede já eram conhecidos, mas se tornaram mais populares durante a pandemia. Como não requerem que os clientes desçam do carro, basta ir até uma unidade, de máscara e fazer o pedido – que fica pronto em minutos.
…….
No digital, a rede investe há anos. No Porta Folhetos, por exemplo, a rede divulga as promoções do McDonalds, então, não é necessário ir ao restaurante para se informar sobre os preços. Além do mais, a marca está presente nos principais aplicativos de comida, faz divulgações nas redes sociais e ainda tem investido para integrar os sistemas de vendas digitais. No Méqui, é possível pedir pelo celular e só ir a uma unidade para buscar, sem pegar filas.
…….
Ainda não se sabe como será o comportamento dos consumidores depois da pandemia. No entanto, depois de terem experimentado tanta praticidade (até para pedir comida) é de esperar que as pessoas queiram mais facilidade daqui para frente. O desejo por comer pratos diferentes, porém, continuará.