Home Destaques Como o Bolsonaro pretende mudar o Brasil?

Como o Bolsonaro pretende mudar o Brasil?

497

Bolsonaro assumiu o governo brasileiro no dia primeiro de janeiro de 2019 e com isso ele vai ter vários desafios sendo que o maior é a questão da previdência social, o desemprego, e a insegurança nacional. O seu slogan presidencial é “Brasil acima de tudo, Deus acima de tudo” o qual revela o caráter religioso que o seu governo vai ter. Além disso, o governante também está sempre se referindo a Deus tanto como forma de agradecimento como em forma de pedir por proteção e iluminação de suas atividades profissionais.

Bolsonaro é de direita e tem um perfil bastante conservador, o qual foi eleito para colocar ordem e garantir o progresso do Brasil, frase que está estampada na bandeira brasileira e que o novo presidente quer transformar em realidade, através de suas políticas. Desde 2015, o Brasil vem vivendo uma grave crise econômica e política, e todos os brasileiros desejam que 2019 marque o seu fim.

A primeira entrevista de Bolsonaro concedida foi para o SBT, indicando a possível perda de poder que a Globo tem hoje sobre a mídia brasileira. A primeira pergunta foi justamente sobre a questão da previdência social, já que hoje no Brasil há um enorme déficit nas contas públicas provocada pela alta folha de pagamento dos aposentados brasileiros.

Michel Temer já havia criado uma proposta de reforma de previdência social, e o governo de Bolsonaro vai utilizá-la como base. Esta proposta está para ser aprovada pelo congresso nacional, principalmente com a mudança da idade de aposentadoria dos brasileiros. O serviço público vai também sofrer grandes mudanças pois é o que mais pesa no orçamento e o que vai sofrer a maior mudança, de forma a diminuir as injustiças e os privilégios segundo o novo governo.

Sobre o trabalho no Brasil, com uma grande quantidade de desempregados no país, para Bolsonaro mais do que legislação, o foco deve ser a criação de emprego. Dessa forma o seu governo vai visar a facilitação de contratação de trabalhadores dando menos importância para a legislação trabalhista e mais importância para criação de emprego. O Ministério do Trabalho que tinha como principal objetivo garantir as leis trabalhista foi extinto. Na entrevista, Bolsonaro afirma: não adianta ter direito se não tem trabalho. Bolsonaro também afirma que o Brasil é líder em processos trabalhistas e que é preciso modificar essa legislação para garantir que o processo de contratação e de demissão seja menos burocrático e gere menos processos. Críticos do governo afirmam que essas medidas poderão significar diversas perdas nos direitos laborais do cidadão.

Outra mudança para o governo poderá ser a criação de um imposto único de forma a simplificar a arrecadação de impostos. Este imposto único seria algo a longo prazo para garantir melhorias na economia incentivando a produção interna. O governo de Bolsonaro quer aumentar a arrecadação de impostos sem prejudicar o bolso do brasileiro, e para isso quer dar condições para que mais pessoas produzam e comecem a contribuir. A diminuição da burocracia também vai ser um desafio para facilitar a abertura de empresas.

Bolsonaro tem sido bastante comparado com Trump, tanto que no começo de sua campanha recebeu o nome de Trump brasileiro. Bolsonaro tem simpatia com o governo de Trump e quer fazer várias ações que o presidente americano fez. Para Bolsonaro, Trump teve boas ações tal como: diminuir a legislação em certos seguimentos econômicos de forma a facilitar certas atividades econômicas e também fazer um corte em quaisquer despesas desnecessárias.

Por fim sobre a segurança nacional, Bolsonaro colocou como superministro Sérgio Moro, o qual tem a função de garantir a segurança do Brasil, tanto nas ruas como também a diminuição da corrupção.

Bolsonaro quer garantir que a força nacional possa agir sem medo da legislação, e também planeia garantir o direito à posse de arma pela população brasileira como medida de combate ao crime.