Home Destaques Detran publica novas mudanças para suspensão da carteira de motorista CNH

Detran publica novas mudanças para suspensão da carteira de motorista CNH

2868

Detran publica novas mudanças para suspensão da carteira de motorista CNH, Detran publica novas mudanças para suspensão da carteira de motorista CNHA partir desta quarta-feira, 1º de novembro todos os motoristas que tiverem acumulados 20 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou mais estarão sujeitos a uma suspensão mínima de seis meses. A nova regra vale para infrações cometidas a partir do dia 1º de novembro de 2016.

Antes, o código de trânsito previa uma punição mínima de um mês para quem estourasse o limite de pontos (a máxima continua de 12 meses). A alteração resulta de uma Lei Federal nº 13.281 promulgada em 2016. A pena mais dura só valerá a partir de agora porque os pontos são contados durante um período de 12 meses após a primeira multa. Os condutores suspensos com infrações cometidas antes de novembro de 2016 seguem sendo punidos pela regra antiga.




Motoristas que tiverem a CNH suspensa mais de uma vez no ano também terão a pena mínima aumentada: de seis para oito meses. O aumento da punição ocorre em um momento de alta na média de habilitações suspensas no Estado de São Paulo. De acordo com dados do Detran paulista, a média mensal de suspensões cresceu 50% de 2015 a 2017.

Entenda as novas regras para suspensão da CNH

O que mudou em novembro de 2016?
Entrou em vigor uma lei que prevê que o tempo mínimo de suspensão da CNH passe de 1 mês para 6 meses para quem alcançou 20 pontos ou mais no período de um ano (ou cometeu infração auto-suspensiva).

O que muda a partir desta terça (1/11)?
O efeito da lei só é sentido agora, um ano depois, porque o período de 12 meses conta a partir da primeira infração. Ou seja, o prazo só vale para os pontos acumulados a partir de 1º de novembro de 2016

Qual é a maior suspensão possível?
A máxima continua sendo de um ano

Somei 20 pontos com algumas multas anteriores a novembro de 2016. Serei suspenso por 6 meses?
Não, os motoristas que forem suspensos com infrações anteriores a 1º de novembro de 2016 se enquadram na regra antiga, que prevê o mínimo de um mês sem dirigir.

Como o tempo de suspensão é calculado? Quem define isso?
O Detran analisa o histórico do motorista e os tipos de multas que recebeu. Se foi punido por infrações que representam pouca ameaça no trânsito, como é o caso de multas por rodízio, e tiver um bom histórico, por exemplo, a tendência é que ele tenha a suspensão mínima.

O que acontece com o motorista que somar 20 pontos mais de uma vez em um ano?
O prazo de suspensão é maior, de 8 meses a 2 anos.

Como é feita a notificação da suspensão?
Após a primeira multa do acumulado de 20 pontos completar 1 ano, o condutor é notificado pelo Detran por correspondência no endereço cadastrado, que deve estar sempre atualizado. Ele é informado da suspensão e dos prazos para recorrer.

Como posso recorrer em SP?
A partir de três tipos de recursos detalhados no site do Detran (www.detran.sp.gov.br).

Quem acumular 20 pontos ou mais em 12 meses tem a CNH suspensa pelo prazo de 6 meses a 1 ano (o mínimo era de 1 mês). Algumas infrações, no entanto, são auto-suspensivas.




Tipo de Multa e valor

Leve
3 pontos + multa de R$ 88.38
Estacionar afastado da guia ou no acostamento e parar na calçada ou na faixa de pedestres

Média
4 pontos + multa de R$ 130,16
Estacionar na esquina ou junto à calçada rebaixada e atirar objetos de dentro do carro

Grave
5 pontos + multa de R$ 195,23
Não usar o cinto de segurança, estacionar sobre ciclovia e fazer reparo no veículo em via rápida

Gravíssima
7 pontos + multa de R$ 293,47
Dirigir sem possuir habilitação ou com ela cassada e dirigir sem lentes de contato ou aparelho auditivo