Home Destaques Coca-Cola oferece US$ 1 milhão para quem resolver um de seus maiores...

Coca-Cola oferece US$ 1 milhão para quem resolver um de seus maiores problemas

662

Coca-Cola oferece US$ 1 milhão para quem resolver um de seus maiores problemas, Coca-Cola oferece US$ 1 milhão para quem resolver um de seus maiores problemasMaior fabricante de refrigerantes do mundo, a Coca-Cola lançou na última semana um desafio em que se compromete a pagar US$ 1 milhão de dólares (cerca de R$ 3,17 milhões) a quem ajudá-la a superar um de seus maiores problemas: o açúcar nos refrigerantes.




O desafio da companhia busca pesquisadores e cientistas que consigam encontrar uma substância natural, segura e de baixa caloria que possa substituir o açúcar em alimentos e bebidas. Não pode ser à base de estévia (um adoçante natural) ou fruta-dos-monges e nem ser extraída de alguma espécie de planta protegida.

Ananlistas dizem que quando uma empresa global que vale bilhões de dólares recorre a um concurso público para encontrar um substituto para o açúcar, isso diz muito sobre a condição do mercado de bebidas principalmente nos Estados Unidos. Atualmente, as pessoas bebem 19% menos refrigerantes do que consumiam há 15 anos (parcialmente por preocupações com a saúde).

As empresas estão cada vez mais empenhadas em encontrar um substituto para seus ingredientes mais controversos. As tendências de vendas mostram que os consumidores estão preocupados com a relação do açúcar com doenças crônicas, como diabetes, e começaram a buscar opções de bebidas mais saudáveis, como chás. Há também movimentos que pedem o aumento de impostos sobre os refrigerantes em várias cidades nos Estados Unidos o que certamente irá chamar a atenção de outros países, quanto na outra ponta tem um aumento na arrecadação de impostos.

Algumas alternativas já foram testadas, principalmente em refrigerantes diet, mas as companhias não encontraram nenhum ingrediente que replique o açúcar. A Pepsi tentou usar a sacarina na Pepsi Diet, mas trocou a substância em 1984 pelo aspartame. Quando os consumidores passaram a reclamar da falta de ingredientes naturais, a empresa decidiu trocar o aspartame pela sucralose. Isso mudou o sabor da bebida e, em 2016, a empresa mudou de curso e voltou a usar o aspartame. Há também o extrato de estévia, que funciona bem para algumas bebidas, especialmente para refrigerantes de limão. Mas quando usado na Coca-Cola, deixa um gosto ruim na boca.