Home Destaques Comemoração do Dia Internacional da Mulher 2017; veja avanços, lutas, reflexão, empoderamento...

Comemoração do Dia Internacional da Mulher 2017; veja avanços, lutas, reflexão, empoderamento feminino e sucesso

3381

dia-internacional-da-mulher-2017-comemoracao




O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 08 de março. A data marca os avanços em diversos setores do público feminino, com conquistas que são marco na história de desafios enfrentados por essas mulheres.

Em outros tempos, as mulheres saíam do mercado de trabalho assim que se casavam e tinham filhos, agora, só vão parar perto da terceira idade. No quesito educação, elas têm se destacado. Segundo o IBGE, a porcentagem de mulheres entre os estudantes de nível superior cresceu nos últimos anos e nas áreas urbanas, elas têm, em média, um ano a mais de estudo do que os
homens. Mais inseridas no mercado de trabalho, mais instruídas e com menos filhos, as mulheres estão cada vez mais independentes de questões preconceituosas.

>> Porém a reflexão a respeito das mulheres passa pela constante luta pelo fim da violência física, verbal, emocional. A modelo Luiza Brunet, que denunciou o empresário Lírio Parisotto, de 62 anos, seu ex-marido, por agressão em meados do ano passado, propôs a reflexão sobre os avanços conquistados pelas mulheres até o 8 de março de 2017. Por igualdade e integridade, ela convocou uma urgente “grande luta” que una “mulheres de todas as raças e posições socioeconômicas”.

solange-almeida-avioes-forroNo 40º Dia Internacional da Mulher, famosas usaram as redes sociais para pedir o fim da violência doméstica e evocar a igualdade de direitos e condições. Ex-Aviões do Forró, Solange Almeida exaltou a garra e a luz femininas ao publicar fotos de fortes e reconhecidas artistas brasileiras: Claudia Leitte, Joelma, Ivete Sangalo e Anitta.

As mulheres já são maioria entre os novos empreendedores do país segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Hoje, é cada vez mais comum ver mulheres no comando de empresas bem sucedidas. Porém os salários ainda são menores e muitas mulheres reclamam de assédio, constrangimento.




A força e o reinado das mulheres na música sertaneja

Diferente de outros gêneros musicais no Brasil, o sertanejo sempre foi invadido por muitas vozes masculinas, e pouco se ouvia falar de mulheres nesse universo. Mas com o tempo isso foi mudando, e as mulheres conquistaram um verdadeiro reinado na música em geral como na sertaneja.

Como exemplos exemplo de sucesso feminino no sertanejo, há Marília Mendonça, as gêmeas Maiara & Maraisa, Simone & Simaria e Naiara Azevedo. Elas estão na estrada do empoderamento feminino, diferente das letras de músicas masculinas, que algumas vezes retrata a mulher como um sexo frágil e fácil, elas estão remodelando a música sertaneja. Há ainda Paula Fernandes, e mulheres que formam dupla com homem, como Thaeme (Thaeme e Thiago) e Maria Cecilia ( Maria Cecília e Rodolfo)




O que é o empoderamento feminino?

Empoderamento feminino é o ato de conceder o poder de participação social às mulheres, garantindo que possam estar cientes sobre a luta pelos seus direitos, como a total igualdade entre os gêneros, por exemplo. Também conhecido como “empoderamento das mulheres”, esta ação consiste no posicionamento das mulheres em todos os campos sociais, políticos e
econômicos.

Atualmente, existem diversas ONG’s (Organizações Não-Governamentais) e instituição que se dedicam ao empoderamento feminino, visando principalmente a igualdade de gêneros. A Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), desenvolveu uma lista com 7 princípios básicos do empoderamento feminino no âmbito social e profissional. A pratica do empoderamento feminino não deve ser apenas das mulheres, os homens também precisam se certificar de que haja uma ampla igualdade entre o posicionamento e participação de ambos os gêneros na sociedade e suas demais camadas.  >> Clique aqui e veja a lista completa no site da Onu Mulheres




Ana Paula Padrão e a Escola de Você

Apresentadora do MasterChef, ex-âncora de telejornais nas maiores emissoras do país, Ana Paula Padrão, 51 anos, tem um lado pouco conhecido do grande público.

Ela é também uma empresária que vem trilhando um caminho de sucesso. É dona de duas empresas de comunicação e sócia de uma terceira.

O novo negócio de Ana Paula, é o empoderamento feminino. A Escola de Você é uma plataforma de internet que oferece cursos sobre assuntos como filosofia, história, psicologia e empreendedorismo.

 

ana-paula-padrao-2017
Ana Paula Padrão

Ana Paula acredita que, ensinando essas disciplinas, proporciona o empoderamento feminino e espera em 2017 oferecer cursos online para 1 milhão de mulheres em busca de autoconfiança.


História do Dia da Mulher

A data foi celebrada pela primeira vez a 19 de Março de 1911 na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. Desde esse ano, o dia tem vindo a ser comemorado em vários países, de forma a reconhecer a importância e contribuição da mulher na sociedade. Em 1975, as Nações Unidas promoveram o Ano Internacional da Mulher e em 1977 proclamaram o dia 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher.

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito seja racial, sexual, político, cultural, linguístico ou econômico da mulher.

Fotos: As irmãs Simone & Simaria e as gêmeas Maira & Maraísa também representam o sucesso das mulheres na música sertaneja

simone-e-simaria-gravam-novo-dvd-em-goiania-01

maiara-e-maraisa