Home Destaques Vítimas do acidente com avião da Chapecoense são identificadas;cidade se prepara para...

Vítimas do acidente com avião da Chapecoense são identificadas;cidade se prepara para velório coletivo

1245

 

O Instituto Médico Legal de Medellín informou que os 71 mortos na queda do avião da Chapecoense já foram identificados de acordo com um médico legista. Com a identificação, os corpos das vítimas brasileiras passarão agora por tratamento para o transporte até o Brasil. Uma força-tarefa com funcionários da Embaixada brasileira em Bogotá e do Itamaraty está na Colômbia para ajudar as famílias nos trâmites burocráticos.

Os corpos dos brasileiros devem chegar ao aeroporto Serafin Enoss Bertaso em Chapecó entre sexta-feira (02-dez) sábado (3). Além de brasileiros, há entre os mortos cinco bolivianos, um paraguaio e um venezuelano.




Velório coletivo
A Prefeitura de Chapecó confirmou que o velório das vítimas do acidente aéreo será realizado na Arena Condá, estádio da Chapecoense. Autoridades estiveram no estádio da Chapecoense para avaliar o espaço físico e planejar o velório coletivo. A cerimônia deverá reunir milhares de pessoas que irão se despedir das vítimas, especialmente dos integrantes da delegação do clube.

A previsão para o início do velório está programada para a tarde de sexta-feira (02-dez). Até agora, 51 famílias confirmaram que seus entes serão velados no estádio. Assim que o avião com os corpos chegar a cidade de Chapecó, tem início o cortejo até o estádio que deve durar cerca de duas horas. O transporte será feito por caminhões do Corpo de Bombeiros.

Os primeiros 45 minutos do velório coletivo serão exclusivos para os familiares das vítimas. Após isto, o estádio será aberto ao público, que não terá acesso ao gramado, somente as arquibancadas.

Homenagem a Chapecoense
A noite de ontem marcaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, que aconteceria às 21h45 (de Brasília), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, contra o Atlético Nacional. A tragédia impediu a Chapecoense de entrar em campo. Mas tanto o local onde aconteceria a partida quanto na Arena Condá, casa da Chape, foram tomados por torcedores em tributo às vítimas.

homenagem-a-chapecoense-em-chapeco
Mascote e crianças da cidade dão a volta no gramado na Arena Condá, em Chapecó, durante a cerimônia de homenagem ao time

Não faltou emoção, lágrimas e mensagens de apoio. No estádio de Santa Catarina, familiares e integrantes do clube, ovacionados pelas arquibancadas completamente lotadas. Quando chegou o momento do jogo, as homenagens cessaram para dar lugar a um silêncio em tributo às vítimas. Em Medellín, foi às 21h45 que as homenagens começaram, com o povo colombiano abraçando a dor dos brasileiros, dos chapecoenses, do mundo. Mais de 130 mil pessoas passaram pelo estádio e muitos ficaram de fora, já que a capacidade máxima havia sido alcançada, a maioria das pessoas estavam de branco com velas e flores.

homenagem-a-chapecoense-em-medellin
completamente lotado estádio Atanasio Girardot, em Medellín, para as homenagem às vítimas do acidente

Houve cerca de uma hora de homenagens, com a participação dos jogadores do Atlético, autoridades colombianas, do prefeito de Chapecó Luciano Buligon e do ministro das Relações Exteriores José Serra que estava visivelmente emocionado e recebia o carinho da torcida em momentos de seu discurso.