Home Destaques Banco do Brasil prevê fechar 402 agências e aposentar 18 mil funcionários

Banco do Brasil prevê fechar 402 agências e aposentar 18 mil funcionários

1071
Banco do Brasil prevê fechar 402 agências e aposentar 18 mil funcionários, Banco do Brasil prevê fechar 402 agências e aposentar 18 mil funcionários
Banco também irá conceder aposentadoria incentivada para cerca de 18 mil funcionários

O Conselho de Administração do Banco do Brasil aprovou um conjunto de medidas de reorganização institucional, a ser implementado ao longo de 2017, que prevê o fechamento de agências e um plano extraordinário de aposentadoria incentivada.




Após a reorganização da rede de atendimento, 379 agências serão transformadas em postos de atendimento, e 402 serão desativadas, disse o banco, acrescentando que as mudanças não vão comprometer a presença da instituição nos municípios em que hoje ela atua. “A economia anual com despesas administrativas, exceto pessoal, é estimada em R$ 750 milhões, sendo R$ 450 milhões decorrentes da nova estrutura organizacional, e R$ 300 milhões, da redução de gastos com transporte de valores, segurança, locação e condomínios, manutenção de imóveis, entre outras”, disse o banco.

O banco afirmou que abrirá 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais, que vão se somar às 245 já existentes. Essas unidades – que reduzem o atendimento externo e ampliam nas plataformas digitais – atendem hoje 1,3 milhão de clientes. A expectativa é chegar a 4 milhões até o fim de 2017.




Também foi aprovado um plano de aposentadoria incentivada para cerca de 18 mil funcionários, com período de adesão voluntária até 9 de dezembro, que tem como público alvo 18 mil funcionários que já reúnem as condições para se aposentar. O BB disse que vai divulgar o impacto financeiro do plano de aposentadoria incentivada após o período de adesão do plano apresentado.

Crise no Brasil – O maior banco do País quer ampliar ainda o número de funcionários com carga horária reduzida. A expectativa é que 6 mil deles gradativamente troquem a jornada de oito para a de seis horas. Ao aderir, o empregado tem o salário reduzido em 16,25%. Após essa mudança, só cargos gerenciais ficarão com jornada de oito horas.