Home Futebol Brasil garante vaga antecipada para a Copa do Mundo de 2022

Brasil garante vaga antecipada para a Copa do Mundo de 2022

205
Brasil garante vaga antecipada para a Copa do Mundo de 2022
Vinicius Jr, Lucas Paquetá e Neymar comemoram o gol do Brasil

A Seleção Brasileira garantiu sua classificação para a Copa do Mundo do Catar de 2022 com a vitória por 1 a 0 sobre a Colômbia, na Arena Corinthians em São Paulo na quinta-feira (11-nov), o Brasil está matematicamente garantido entre os quatro melhores do continente (o que dá uma vaga automática no próximo Mundial). A classificação antecipada marca a melhor campanha da seleção neste formato das eliminatórias. Agora o Brasil se junta a outras três seleções garantidas: o anfitrião Catar, a Alemanha e a Dinamarca.

A seleção brasileira chegou a 34 pontos, e só pode ser ultrapassada por Argentina, Equador e Uruguai. Na América do Sul, as quatro melhores seleções garantem vaga na Copa. A quinta colocada disputa a classificação na repescagem contra um representante da Oceania.


O feito a seis jogos do fim só foi possível devido à melhor campanha do Brasil nesse formato de torneio. Foram 11 vitórias e um empate em 12 jogos, incluindo boas atuações como o 4 a 1 sobre o Uruguai. A única seleção a parar os brasileiros foi a Colômbia, no jogo que terminou empatado por 0 a 0 em Barranquilla. A Argentina, por outro lado, foi a única que não enfrentou o Brasil (o jogo marcado em setembro acabou adiada por intervenção da Anvisa.

Mesmo a um ano do Mundial, a previsibilidade de Tite em suas convocações dá uma ideia de quem representará o país no Catar. São algumas as figurinhas carimbadas na seleção desde a última Copa: Alisson, Ederson, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos, Casemiro, Fred, Coutinho, Neymar, Gabriel Jesus e Roberto Firmino, os maiores exemplos. Alguns não estiveram presentes em 2018, mas foram frequentemente convocados durante os últimos três anos, como o goleiro Weverton, o zagueiro Militão, o volante Fabinho e o atacante Richarlison. Há, por fim, os que cavaram seu espaço com exibições recentes de destaque, nos casos de Lucas Paquetá, autor de mais um gol decisivo, e Raphinha.

A geração atual não é das mais estreladas, mas o retrospecto prova que o Brasil pode ser competitivo contra as principais seleções do mundo. Tite tem à disposição um jogador do quilate de Neymar e boas opções em todos os setores. Com esse grupo, o treinador já provou que é soberano na América do Sul.

No entanto, ainda resta saber de fato qual o nível do Brasil frente às potências europeias. Como o calendário da Europa não permite que a CBF marque amistosos com as seleções de lá, não há como medir forças. E teria um peso importante, uma vez que europeus venceram as últimas quatro Copas, assim como foram de lá os responsáveis por eliminar o Brasil nos últimos Mundiais.