Home Futebol Com salários atrasados, São Paulo opta pela rescisão de contrato com Daniel...

Com salários atrasados, São Paulo opta pela rescisão de contrato com Daniel Alves

272

Com salários atrasados, São Paulo opta pela rescisão de contrato com Daniel AlvesO São Paulo anunciou, na noite de quinta-feira (16-set), a rescisão de contrato com o lateral Daniel Alves. O jogador de 38 anos estava afastado do clube desde a última semana, quando comunicou ao Tricolor que não jogaria e nem treinaria até que o clube quitasse as dívidas que tinha com ele.

Diante da ameaça, o clube foi até as redes sociais para publicar uma nota oficial comunicando o término do vínculo com o jogador, que iria até dezembro de 2022 e assim postergando o pagamento de sua dívida com o jogador. “O São Paulo comunica que na data de hoje (quinta) foi firmado um acordo para a rescisão do jogador Daniel Alves, que tinha vínculo com o clube até dezembro de 2022“.

Nas redes sociais, os torcedores do clube sairam em defesa do jogador pois enteram que sem receber não dá para se didacar a projeto algum, pior para o São Paulo que acabou ficando com a imagem de mau pagador.


Após o staff do atleta comunicar que Dani só voltaria ao clube com suas dívidas quitadas, o diretor Carlos Belmonte afirmou que havia sido feita uma proposta para quitar a longo prazo, mas que os representantes do jogador recusaram.

Daniel Alves deixa o clube com 95 partidas disputadas, nas quais marcou 10 gols. O ex-jogador (Barcelona, Juventus, PSG) do São Paulo conquistou o Campeonato Paulista de 2021 pelo clube.

Disputando apenas seis partidas no Brasileirão, o lateral pode se transferir para outra equipe brasileira, embora tenha algumas opções de mercado fora do Brasil, como na Argentina, no Oriente Médio e no México.

Já no Brasil o lateral-direito foi oferecido ao Palmeiras e Flamengo, mas com um salário mensal em torno R$ 1,5 milhão, o valor poderia afastar ambos os clubes mesmo que para um contrato curto até o final do ano. Mas o assunto ainda está em análise. Um ponto negativo para as negociações é que o lateral só poderia atuar no Campeonato Brasileiro, por já ter defendido o São Paulo nas outras competições.