Home Futebol 40 clubes da série A e B se unem na criação de...

40 clubes da série A e B se unem na criação de Liga para o Campeonato Brasileiro

293
40 clubes da série A e B se unem na criação de Liga para o Campeonato Brasileiro

Em meio à forte crise no comando da CBF que culminou no afastamento do então presidente Rogério Cabloco, presidentes dos clubes das Séries A e B que disputam o Campeonato Brasileiro firmaram uma carta de intenções para criação de uma Liga para organizar o Brasileiro de forma independente da CBF. A ideia inicial é que essa liga organize um novo Campeonato Brasileiro.

A reunião que aconteceu em São Paulo nesta segunda-feira (28-jun), teve documento assinado por 40 times, estavam presentes 36 clubes, e quatro por videoconferência (Sport, Brusque-SC, Operário-PR e Confiança-SE). A intenção da criação da Liga é a igualdade de tratamento e negociações privadas e públicas “uniformizadas”.


O movimento pela criação da Liga começou “em razão de diversos acontecimentos que vêm se acumulando ao longo dos anos e que revelam um distanciamento total e absoluto entre os anseios dos clubes que dão suporte ao futebol profissional brasileiro e a forma como é gerida a CBF.

A Carta de Intenções estabelece que uma comissão de agremiações das Séries A e B vai elaborar os estatutos e atas para a fundação da liga em 90 dias. A solicitação dos times já foi entregue para o presidente da CBF, Antônio Carlos Nunes, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

Na primeira cláusula do documento de intenção, os clubes manifestam a intenção de constituir a Liga para fortalecimento do futebol brasileiro, uniformizando a atuação em negociações privadas e públicas, mirando eficiência, transparências e igualdade de tratamento. Em seguida, afirma-se no documento que serão redigidos os documentos de constituição da Liga que vão detalhar todos os itens ali previstos. Ainda não foi discutido, por exemplo, se todos terão votos iguais dentro da Liga, o que será determinado dentro do estatuto.

Mas, por se tratar de uma Liga transparente, todas as negociações de direitos do Brasileiro serão resolvidas em conjunto. Mas isso também não está detalhado sobre como ocorrerá. Não há pressa para este ponto: há contratos em vigor individuais de transmissão de imagens até 2024. Mas a Liga já fará planos de negócios conjuntos para até dez anos. A questão da divisão de recursos, no entanto, será discutida bem no futuro, para evitar divergências no início.

Os presidentes dos clubes definiram que o próximo encontro do grupo para tratar sobre a liga será no dia 22 de julho, em Brasília. E que os encontros deles serão mensais. Já os encontros da Comissão de Trabalho acontecerão toda semana.