Home Futebol Gabigol tenta se esconder de fiscalização debaixo de mesa em cassino clandestino...

Gabigol tenta se esconder de fiscalização debaixo de mesa em cassino clandestino em SP

255
Gabigol tenta se esconder de fiscalização debaixo de mesa em cassino clandestino em SP
Gabigol é levado para gabigol cassinogabigol cassinodelegacia após tentar se esconder embaixo de mesa de cassino clandestino

O jogador Gabriel Barbosa “Gabigol”, foi notícia neste domingo (14-mar), não por seus feitos em campo, mas dessa vez por uma “bola fora” do jogador do Flamengo. Na madrugada deste domingo, a Polícia Civil interditou uma festa com cerca de 200 pessoas (sem máscaras) em um cassino clandestino na Vila Olímpia em São Paulo. Gabigol era uma das cerca de 200 pessoas que estavam no local, o jogador tentou se esconder da polícia entrando embaixo de uma mesa e colocando panos n cabeça, mas sem sucesso.

Gabigol foi encaminhado à Delegacia de Crime contra a Saúde Pública, na zona central de São Paulo. Lá assinou um termo comprometendo-se a prestar esclarecimentos e em seguida foi liberado.


O delegado da Polícia, Eduardo Brotero falou sobre como chegaram ao conhecimento da aglomeração. “Tivemos a informação através de uma força-tarefa montada pelo governo do estado de que no lugar haveria uma festa clandestina com aglomeração, que é o que combatemos. Ao chegarmos no local, para a nossa surpresa, não se tratava de uma festa clandestina, e sim de um cassino clandestino. Na verdade bastante grande. Com diversas pessoas aglomeradas, se expondo ao contágio novamente”, disse o delegado.

Durante a abordagem dos policiais Gabigol usou um tom arrogante dizendo de que se tratava do jogador do Flamengo e que ele deveria sair do local sem chamar a atenção, feito impossível diante da quantidade de jornalistas que acompanhavam a diligencia.

O Flamengo, evitou se manifestar sobre o tema, dizendo apenas que entende que nao tem nada que viole o vínculo contratual por se tratar da vida pessoal do atleta, mas que tal feito mancha a imagem do próprio atleta. Além de Gabigol, que deixou o local em uma viatura da polícia, o cantor MC Gui também se encontrava no cassino.

São Paulo enfrenta a pior fase da pandemia da Covid-19, com superlotação em leitos de UTI e o cassino funcionava em um local fechado, no quarto andar de um prédio.