Home Futebol Após nova derrota, Rogério Ceni deve perder o cargo de técnico no...

Após nova derrota, Rogério Ceni deve perder o cargo de técnico no Flamengo

371
Após nova derrota, Rogério Ceni deve perder o cargo de técnico no Flamengo
Com cenário nada favorável, Ceni deverá perder o cargo no Flamengo

Em visível queda no futebol apresentado nos últimos meses e foras das maiorias das competições, ao flamengo restou apenas o Campeonato Brasileiro para conquistar na temporada de 2020. Mas diante da nova derrota do clube carioca para o Ceará, por 2 a 0 neste domingo (10) em pleno estádio do Maracanã a paciência da torcida rubro negra chegou ao final.


As críticas ao técnico Rogério Ceni chamaram a atenção da diretoria do clube que segundo conversas de bastidores, uma derrota para o Ceará iria custar o cargo de Ceni que optou por fazer mudanças na equipe e deixou Gabigol, Natan e Hugo Souza no banco de reservas para as entradas de Pedro, Gustavo Henrique e César.

Durante a semana, Ceni fez alguns testes na equipe e trocou o goleiro, um zagueiro e um atacante. A opção de não utilizar Gabigol desde o início e voltar com Gustavo Henrique na zaga caiu mal entre os torcedores que fizeram muitas críticas antes mesmo do inicio do jogo.

Dentro de campo, logo no início o Ceará abriu o placar, aumentando a pressão em cima do time carioca. Ceni, no entanto, preferiu seguir com Gabigol no banco e só colocou o camisa 9 na partida aos 24 minutos. O Flamengo até melhorou, mas não foi suficiente para buscar o empate.

No final da partida, o Ceará aumentou o drama ao marcar o segundo gol e assim sacramentando a derrota do time carioca. Nos últimos três jogos, o Flamengo somou apenas um ponto, foram duas derrotas e um empate.

Aproveitamento dos técnicos
Com apenas 44% de aproveitamento em 12 jogos (4 vitórias, 4 empates e 4 derrotas), Rogério Ceni tem o segundo pior desempenho pelo clube na última década, à frente apenas de Ney Franco, que em 2014 dirigiu o time por apenas 7 jogos (3 empates, 4 derrotas). Com Dome, o antecessor de Ceni, o Flamengo conseguiu 64% de aproveitamento, a 5º melhor do time nas últimas dez temporadas.