Home Esportes Saiba quais mudanças irão ocorrer nos carros de Fórmula 1 em 2022

Saiba quais mudanças irão ocorrer nos carros de Fórmula 1 em 2022

136

Saiba quais mudança irão ocorrer nos carros de Fórmula 1 em 2022Pilotos e equipes já se preparam para a temporada 2022 da Fórmula 1, a nova temporada marca o início de novos regulamentos no esporte. Além do novo conjunto de regras, novas diretrizes técnicas e mecânicas visam facilitar as ultrapassagens e os desenvolvimentos dos carros, com a promessa de uma temporada ainda mais competitiva.

As asas traseiras e dianteiras terão menos elementos e mais linhas arredondadas. Essas linhas vão ajudar a desviar o fluxo de ar, aumentando a estabilidade e a aderência. Em 2022, a FIA também optou por carros mais simples do ponto de vista mecânico, com alterações nas suspensões e amortecimento. O nariz também teve alterações e serão mais simples nesta temporada.

Redução da turbulência
As novas regras de 2022 focam principalmente na aerodinâmica. Com mudanças no design dos bólidos, a ideia da categoria é permitir que os carros andem mais próximos uns dos outros e ajudar nas ultrapassagens.


O grande problema é que os carros da Fórmula 1 em 2021 produziam muita turbulência para quem vem atrás “ar sujo”. Segundo a categoria, a redução aerodinâmica é de aproximadamente 35% a 20 metros de distância e 46% a 10 metros. Com as alterações, a ideia é reduzir os valores para 4% e 18%, respectivamente.

Pneus maiores e mais duráveis
Os carros terão pneus de 18 polegadas, contra 13 polegadas dos modelos de 2021. Isso também vai beneficiar as ultrapassagens. A mudança visa reduzir o aquecimento durante os estágios em que os pilotos estão no limite, além da possibilidade de permanecer por mais tempo na pista.

O fato de ser maior ajuda a redirecionar o ar sujo para longe das asas e também nos momentos de grande exigência dos freios. Quando em fortes frenagens, resultado em travões, os pneus ficam marcados por áreas achatadas, reduzindo a aderência e durabilidade dos compostos.

Em 2022, os chassis dos carros serão mais robustos. Eles poderão absorver 48% mais impacto em uma batida frontal e 15% na traseira. O nariz alongado ajuda a dissipar a energia em uma colisão, assim como os pneus maiores, enquanto a unidade de potência foi projetada para separar do restante do veículo no caso de uma batida greve, protegendo também o tanque de combustível e evitando incêndios e explosões como o ocorrido com Romain Grosjean, no GP do Bahrein em 2020 quando o carro se incendiou.


Desenvolvimento do motor congelado
Apesar das alterações no design e aerodinâmica dos carros da temporada 2022 da Fórmula 1, as equipes usarão os mesmos motores no próximo ano. O congelamento do desenvolvimento das unidades de potência começa em março, pouco antes do início da temporada e seguem até 2025.

Esse congelamento de desenvolvimento é visto como uma grande oportunidade para novos fabricantes se juntarem à Fórmula 1. Porsche e Audi, marcas do grupo Volkswagen, já foram citadas com a possibilidade de entrar para a F1.

Combustível x Meio Ambiente
Uma das propostas da Fórmula 1 é se tornar “carbono zero” em 2030. Para isso, mudanças nos combustíveis são fundamentais no processo. Um novo motor é esperado para 2026, mas até lá, os combustíveis usados pelas equipes terão no mínimo 10% de componentes sustentáveis, praticamente o dobro do que é estipulado nas regras de 2021. E10 é o nome do novo combustível da temporada 2022 da Fórmula 1, indicando que 10% de sua mistura é composta por etanol.

Apresentações dos carros
A temporada de 2022 da Fórmula 1 começa em fevereiro com a apresentação dos carros. Os carros irão para a pista pela primeira vez no dia 23 de fevereiro, em Barcelona, na Espanha. A F1 vai ficar por seis dias na pista da Catalunha, antes de seguir para o Bahrein para os últimos testes, entre os dias 10 e 12 de março. A primeira corrida da temporada 2022 da F1 acontece no dia 20 de março, também no Bahrein.
Fonte: F1 Mania