Home + Notícias Cerimônia de premiação das medalhas será diferente nos Jogos de Tóquio

Cerimônia de premiação das medalhas será diferente nos Jogos de Tóquio

80

Cerimônia de premiação das medalhas será diferente nos Jogos de TóquioEntre várias medidas de segurança adotadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para a realização do Jogos de Tóquio, uma delas foi a de que cada atleta coloque a medalha ao redor do próprio pescoço no pódio, durante a cerimônia de premiação e sem repetir o solene momento em que autoridades e dirigentes fazem o gesto, seguindo de aperto de mão. A medida faz parte do protocolo de segurança contra a contaminação pela covid-19..

As medalhas não serão colocadas no pescoço do atleta. Elas serão apresentadas ao atleta em uma bandeja e, então, o atleta colocará a medalha em si mesmo“, explicou o presidente do COI, Thomas Bach. “Vamos garantir que a pessoa que colocar a medalha na bandeja o fará apenas com luvas desinfetadas para que o atleta possa ter certeza de que ninguém tocou nelas antes.

O dirigente também reforço que não haverá cumprimentos físicos na premiação. “Apresentadores e atletas usarão máscaras. Não haverá apertos de mão nem abraços durante a cerimônia.”

Ao todo, haverá 339 cerimônias de entrega de medalhas ao longo dos Jogos de Tóquio, que começam dia 23 deste mês. A mudança significativa da cerimônia olímpica vai contrastar com a premiação feita na final da Eurocopa, no domingo quando o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, colocou as medalhas nos pescoços dos jogadores durante a cerimônia, que contou também com apertos de mão entre os dirigentes e os atletas.