Home Esportes Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio; veja como será a cerimônia

Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio; veja como será a cerimônia

312

A tão aguardada cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, será uma novidade para o mundo todo, devido a todas as restrições de circulação e aglomeração imposta em todo o Japão, o maior evento esportivo do mundo também terá que ser adaptado. Até semana passada havia a possibilidade da presença de público (até 10 mil pessoa) no Estádio Nacional, porém o governo voltou atrás e cancelou a participação da população devido a crescente alta nas contaminações pela covid-19, principalmente em Tóquio.

A cerimônia poderá ser acompanhada ao vivo nesta sexta-feira (23-jul) a partir das 08:00 (horário de Brasília).


Mas não ter público não significa que o estádio estará vazio, membros do Comitê Olímpico Internacional (COI), diplomatas e patrocinadores olímpicos ainda terão permissão para comparecer à cerimônia de abertura. A cerimônia de abertura será um evento moderado, com apenas 950 pessoas, incluindo apenas cerca de 15 líderes globais, definidas para comparecer.

Segunda a imprensa japonesa, a ordem de entrada para o “Desfile das Delegações” será determinada pelos nomes japoneses de cada país, em ordem katakana, em vez de alfabeticamente em inglês.

Tema da Cerimônia de Abertura
O tema da Cerimônia de Abertura será “Unidos pela Emoção”. Em meio à pandemia de coronavírus em curso, o objetivo do evento é reunir todos, apesar de estarem fisicamente separados.

Na Cerimônia de Abertura, vamos aspirar a reafirmar o papel do esporte e o valor dos Jogos Olímpicos, para expressar nossa gratidão e admiração pelos esforços que todos nós fizemos juntos no ano passado, e também para trazer um sentimento de esperança para o futuro“, disse em nota a organização da Olimpíada de Toyko.


Quais políticos estarão na cerimônia
Além da presença do imperador japonês Naruhito, que irá ao evento sem nenhum outro membro da família imperial, também estará presente na cerimônia o presidente francês Emmanuel Macron. A França sediará a próxima edição dos Jogos Olímpicos, em Paris, em 2024. A primeira-dama americana Jill Biden, está representando os Estados Unidos que será sede dos Jogos Olímpicos de 2028 em Los Angeles. Não está claro se a China, que deve sediar os Jogos de Inverno em fevereiro de 2022, enviará algum representante.

Desfile
Tradicionalmente, a Grécia, país que criou as Olimpíadas, lidera o desfile, seguida pelo resto das seleções em ordem alfabética, com exceção do país-sede que fica em último. Desta vez, no entanto, o desfile também homenageará os países anfitriões dos próximos Jogos, ou seja, a França e os Estados Unidos (Jogos Olímpicos de 2028 em Los Angeles) marcharão um pouco à frente da Equipe do Japão.

Porta-bandeiras do Brasil
O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) escolheu a judoca Ketleyn Quadros e o levantador da seleção masculina de vôlei, Bruninho, como porta-bandeiras da delegação brasileira na cerimônia de abertura. Além deles, desfila o chefe de missão, um protocolo do COI.

Maiores detalhes da cerimônia ainda são mantidos em sigilo, mas rumores sugerem que os avanços tecnológicos do Japão e os personagens de videogame desempenhariam papéis importantes.