Home + Notícias Olímpiadas: Jogos de Tóquio poderão ter até 10 mil pessoas nos locais...

Olímpiadas: Jogos de Tóquio poderão ter até 10 mil pessoas nos locais de competição

156

Olímpiadas: Jogos de Tóquio poderão ter até 10 mil pessoas nos locais de competiçãoEm meios a discussão se haverá ou não os Jogos Olímpicos em Tóquio diante da recusa da população japonesa, o comitê organizador autorizou nesta segunda-feira (21-jun) a presença de até 10 mil pessoas nos locais de competição (desde que o total de presentes não exceda 50% da capacidade de cada arena de competição), a autorização é válida apenas para a pulação sendo que a entrada de turistas para os Jogos está proibida em todo o país.

Em março, os organizadores já haviam decidido vetar a presença de espectadores procedentes do exterior devido ao risco de saúde considerado muito elevado para a população japonesa, algo inédito na história olímpica.

Leia também:

Programação diária de provas das Olímpiadas de Tóquio


A autorização do concedida após reunião com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike e a ministra dos Jogos, Tamayo Marukawa. O uso de máscaras será obrigatório para o público, os torcedores serão orientados a não gritar ou falar alto, a deixar as arenas de forma ordenada, a viajar de casa direto ao local de competição e, depois, direto de volta para casa.

No sábado (19), a governadora de Tóquio, Yuriko Koike anunciou o cancelamento de seis “Fan zones”, que seriam construídas para que o público acompanhasse nas ruas as competições da Olimpíada. A medida visa evitar aglomerações para reduzir oportunidades de contágio da covid-19. “Para compensar, vamos usar ainda mais a web para criar uma atmosfera dos Jogos e divulgar várias informações culturais“, disse Koike.

Trabalhadores envolvidos na organização dos Jogos começaram a ser vacinados na última sexta-feira (18) e a expectativa é que o processo seja acelerado para atingir o porcentual o mais alto possível antes do início do evento. “Acredito que são medidas necessárias, quando olhamos de diferentes perspectivas, para Jogos Olímpicos e Paralímpicos de sucesso”, completou Koike.