Home Esportes 5 novidades para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020

5 novidades para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020

233

Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, 5 novidades para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020As Olimpíadas de 2020 acontecerão em Tóquio, que é o mesmo local em que ocorreram os jogos em 1964 Muita coisa mudou nestes 56 anos e a repetição do local ajudará a evidenciar isto. Na verdade, algumas novidades serão tão recentes que até mesmo para quem acompanhou a edição do Rio, em 2016, vai estranhar.

Para a competição, a renovação constante é algo positivo, assim é possível sempre apresentar um produto novo e diferenciado para o espectador. Quem vai no evento presencialmente também ficará feliz por poder presenciar as mudanças e ver de perto como novas tecnologias estão sendo empregadas no evento. Os habitantes de Tóquio ficarão felizes com a repetição do local, mesmo que não possam ir até o evento para ver de perto as novidades, isso porque o evento esportivo costuma aquecer diversos setores da economia, em especial o hoteleiro, alimentício e o setor de apostas.

Aliás, quem estiver no Japão poderá, com alguma sorte, conhecer os mais novos Resorts Integrados que estão previstos para ser inaugurados no país. Estas estruturas modernas contam com hotéis, áreas de lazer, shoppings e até mesmo cassinos. O problema é que, para acessar os a área de jogos de tais locais, os visitantes terão que pagar taxas de entrada. Além disso, existe um limite de visitas semanais e mensais estabelecidos pelo governo japonês.

Logo, se você quer apostar todos os dias durante as Olimpíadas, seja em games casuais ou em esportes, é melhor mesmo contar com cassinos online confiáveis e sites de aposta, mesmo que você esteja na cidade olímpica. Agora, sem mais delongas, vamos ver as novidades presentes nos jogos de 2020.

1. Robôs
Em parceria com a Toyota, a próxima Olimpíada contará com robôs para a execução de diversas tarefas. A ideia da fabricante é mostrar como este tipo de tecnologia pode ser empregada na vida real. Os torcedores que forem aos jogos contarão com os robôs para transporte de alimentos e bebidas, além de uma tela para passar informações como o local do assento de quem estiver meio perdido.

2. Estádio em madeira
No país da tecnologia veremos robôs, mas também teremos construções que utilizarão tecnologias e materiais mais simples e clássicos, é o caso do estádio olímpico que se encontra em fase final de construção. O projeto conta com uma parte da sua estrutura em madeira treliçada, algo raro nas modernas construções onde prevalece o aço e o concreto.

3. Tocha Olímpica
Todos os anos temos uma nova tocha olímpica, no caso da tocha usada para o Rio 2016 o design era simples, por utilizar o branco como cor principal, e faixas com as cores dos jogos redor da tocha davam um toque moderno e harmonioso. No entanto, basta ver a nova tocha que percebemos que os japoneses realmente capricharam no design.

Com projeto assinado pelo Tokujin Yoshioka, um dos designers mais respeitados do mundo, a tocha é feita com estrutura em alumínio e é toda coberta por uma camada de ouro rosa. No topo existe um acabamento baseado na flor de cerejeira, símbolo do país. De acordo com o comitê organizador a paz mundial é a inspiração para a tocha.

4. Pictogramas retrô
Para quem não sabe, pictogramas são aqueles desenhos que indicam as diversas modalidades ajudando o telespectador a entender qual esporte está sendo transmitido. Cada cidade-sede tem a liberdade de escolher um designer para seus pictogramas e, no Japão, o designer escolhido foi Masaaki Hiromura que passou nada menos que 2 anos no projeto de pictogramas que relembravam os jogos de 64. Após tanta dedicação o resultado final é, de fato, notável.

5. Novas modalidades
As Olimpíadas vão incorporar sete novas modalidades sendo elas o basquete 3×3, baseball, caratê, ciclismo BMX, escalada, skate e surfe. Os brasileiros tem vários motivos para se animarem com esta notícia, afinal de contas, nós temos grandes esperanças de medalhas em algumas destas modalidades.

No surfe temos a “Brazilian Storm”, nome dado aos brasileiros que vem dominando o cenário mundial de surfe. Em 2018 o Brasil venceu 9 das 11 etapas do campeonato mundial de surfe e o título ficou com Gabriel Medina, uma das maiores esperanças de medalha em 2020.

Letícia Bufoni e Pâmela Rosa são grandes apostas para o Skate e, Valéria Kumizaki, vice-campeã no mundial de caratê de 2017 é uma das nossas maiores chances na modalidade. Se tudo correr bem, poderemos superar, com certa facilidade, as 19 medalhas conquistadas em 2016.