Home Contato Geração de empregos com a legalização dos jogos de azar no Brasil

Geração de empregos com a legalização dos jogos de azar no Brasil

O Brasil possui, hoje, cerca de 12,8 milhões de desempregados, número que vem crescendo a níveis alarmantes. É nesse contexto que a liberação de todas as modalidades de jogos no país surge como uma opção viável, tanto para a geração de postos de trabalho, quanto para a arrecadação de impostos. O presidente do Instituto Brasileiro Jogo Legal (IBJL), Magno José Santos, estima que este mercado teria o potencial para gerar cerca de 1,3 milhões de empregos. Desses, 659 mil vagas seriam diretas. O volume é maior que o dobro de empregos gerados em 2018.

As plataformas de apostas esportivas online no Brasil têm sido uma opção para os apaixonados por jogos. Aqui, é importante ressaltar que a proibição de apostas no país não se estende a sites estrangeiros, muitos dos quais já atuam em terras tupiniquins. Isso ocorre porque os servidores desses sites não estão hospedados em território nacional, ou seja, as apostas são realizadas em solo estrangeiro. É como se um brasileiro apostasse em alguns dos cassinos de Las Vegas utilizando seu cartão de crédito e pagasse a fatura apenas no Brasil. Por isso, se você vir que um jogo vai acontecer e quiser dar seu palpite, atente sempre nas melhores casas.

Espera-se, no entanto, que mudanças sejam realizadas em breve. Um importante passo para a legalização das apostas no Brasil foi dado em dezembro de 2018, quando foi promulgada a Lei 13.756/18, decorrente da MP 846/18, que basicamente legaliza e regulamenta as apostas
esportivas no Brasil, seja por meio físico ou pela internet. Ainda é necessário que o Ministério da Fazenda realize a regulamentação da lei, a fim de que possíveis práticas ilegais sejam coibidas e que a proteção dos consumidores seja garantida. Além disso, a regulamentação é necessária para a geração de receita tributária.

Outros caminhos
Além da regulamentação das apostas esportivas no Brasil, é possível perceber outras movimentações no Legislativo que nos levam a acreditar que a legalização de todas as modalidades de jogos no país deve ocorrer em breve. Já este ano, o presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Newton Cardoso Júnior (MDB), entregou um pedido formal ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), solicitando que Projeto de Lei 442/1991 seja votado ainda esse ano. O PL é um apanhado dos outros 20 projetos de circulam no Legislativo sobre a temática e tem o objetivo de permitir a atuação de cassinos em todo o país.

Fizemos um acordo com o Rodrigo Maia de concentrar o foco nesse tema, que consideramos ser fundamental para o desenvolvimento do turismo no Brasil, já que vai aumentar o número de visitantes, a geração de empregos e, consequentemente, a economia do país”, esclareceu o deputado.

O mercado hoteleiro certamente será um dos mais beneficiados pela legalização das apostas no país e observa com entusiasmo as movimentações que ocorrem no Congresso. Marco Aurélio Lage, atual administrador do Hotel Brasil, localizado na cidade de São Lourenço, em Minas Gerais, aguarda com entusiasmo novidades relacionadas ao ramo de apostas e cassinos. De acordo com ele, a proibição dos cassinos e apostas fez com que o Brasil perdesse espaço para outros países da América Latina.

Meu avô, João Lage, inaugurou o hotel em 1917. Os cassinos foram oficialmente abertos no Brasil em 1920. Na época, todos os hotéis ficavam lotados, vinham muitos turistas de fora. Com a proibição, perdemos espaço para outros países da América Latina”, afirmou.