Home Artigos Vídeos curtos ganham espaço nas redes sociais e também nas propagandas online

Vídeos curtos ganham espaço nas redes sociais e também nas propagandas online

249

Vídeos curtos ganham espaço nas redes sociais e também nas propagandas onlineO crescimento do TikTok e a chegada do YouTube Shorts mostraram para o mercado que os vídeos de curta duração estão ganhando espaço com o público. Segundo relatório divulgado pela empresa VidMob, isso não acontece apenas com as publicações casuais de redes sociais, mas também com os vídeos comerciais. Alguns dados mostram que o impacto nas vendas deste formato pode ser até 700% maior que os vídeos de durações longas. O maior consumo de audiovisual, algo que acontece em todo o Brasil, explica essa tendência.
.
Esses números foram divulgados em setembro deste ano, e comprovam a tendência de maior audiência para os vídeos online. A reportagem do site Mundo do Marketing explica que um comercial de até 5 segundos consegue gerar mais vendas que qualquer vídeo com maior duração. Por exemplo, se compararmos com um comercial de 16 segundos, a taxa do vídeo menor fica em 700%. Se olharmos para os vídeos que duram minutos, a taxa de compra dos menores continua alta, com cerca de 170% a mais de vendas. Ou seja, os vídeos de apenas cinco segundos dominam este mercado.
.
Isso explica a importância dos minutos iniciais dos vídeos publicados na internet, principalmente se olharmos para as redes sociais. Atualmente, é essencial causar uma boa impressão da maneira mais rápida possível nos vídeos online. Estudos recentes realizados pela AdAge mostram que em média um vídeo tem cerca de 10s para prender a atenção de uma pessoa e que criar intro para vídeos pode ser algo simples e intuitivo, ajudando a criar uma alavanca para que as pessoas queiram assistir o restante do conteúdo. Hoje já é possível contar com diversas ferramentas para essa criação rápida de intros como Clipchamp, Capcut, Filmora, InVideo, Movavi dentre outros.
.
Ou seja, caso o usuário ou a empresa não tenha nenhuma experiência com vídeos curtos, o uso de ferramentas gratuitas pode facilitar a criação de conteúdos. Se olharmos para os números divulgados pela VidMob, é impossível causar um impacto na internet sem usar os vídeos online atualmente. A tendência é que isso aumente nos próximos anos, pois as plataformas e redes sociais ainda estão se adaptando para se aproveitarem da tendência de conteúdos rápidos e diretos.

Lojas virtuais aproveitam crescimento

Esse maior consumo de vídeos online, principalmente no âmbito comercial, tem ajudado no crescimento do e-commerce. No ano passado, por exemplo, as boas vendas do Mercado Livre fizeram com que a empresa pudesse comprar quatro aviões para entregas. Algumas pesquisas mostram que empresas do setor conseguiram um forte crescimento em 2020, com o faturamento chegando perto dos R$ 40 bilhões. Os vídeos também contribuíram para esse crescimento.
.
Um dos maiores desafios do e-commerce foi aumentar a confiança das pessoas nas compras via internet, principalmente no Brasil. Os vídeos online contribuem neste ponto, pois as informações neste formato costumam ser mais confiáveis na visão dos usuários. Além disso, a explicação de maneira mais interativa também ajuda o consumidor a entender melhor o funcionamento deste setor.
.
Segundo pesquisa divulgada pela empresa Insivia, uma pessoa consegue reter até 95% de todas as informações disponíveis em um vídeo. Enquanto isso, em uma publicação que possui apenas texto, mesmo que de forma criativa, a informação obtida pelo usuário, em média, fica apenas nos 10%.
.
Ou seja, uma explicação por vídeo, mesmo que curta, é mais eficiente que um texto atualmente. Os vídeos online estão ganhando espaço na vida das pessoas, principalmente os que possuem poucos segundos e são diretos e informativos, seja no casual ou no comercial.